15 Out 2017

Jiboia circula pelo parque no último dia de Efapi

Circula pelo Parque de Exposição Tancredo de Almeida Neves uma jiboia chamada Caimê. A cobra tem nove anos e pertence ao 14º Batalhão de Bombeiros Militar de Xanxerê. O animal foi comprado ainda filhote no Pará com o intuito de auxiliar na conscientização sobre os animais silvestres. Hoje ela tem dois metros de comprimento e se alimenta a cada 20 dias de pequenos animais vivos. Quando solta na natureza, uma jiboia pode se alimentar até mesmo de um bezerro.

A bombeira responsável pelo cuidado da cobra, Silvia Baraldi explica que são necessários novos olhares ao tratar dos animais silvestres. “É importante conscientizar que não devemos matar nenhum tipo de animal e, quando acontecer de encontrar alguma espécie silvestre na residência, a orientação é ligar para os bombeiros ou a Polícia Ambiental, que eles vão saber como lidar da melhor maneira possível”, explica.

Na Efapi, Caimê causou alvoroço entre as pessoas, principalmente as crianças, que pedem por fotos e para tocar. Silvia destaca que as crianças precisam entender que a Caimê é uma cobra criada em cativeiro, porém, se caso acontecer de esbarrar em algum desses animais, todo o cuidado é pouco. Junto da jiboia, trouxeram dois cachorros que auxiliam na busca e resgate com o Corpo de Bombeiros.

Compartilhar:

2017 Todos os direitos reservados