12 Out 2017

História da música chapecoense no palco da Efapi

Ícones da música chapecoense tiveram um momento especial na noite de quarta-feira (11) na Exposição-Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Chapecó (Efapi). Ao longo de 20 edições, a feira se consolidou como um momento de valorização da cultura chapecoense. Os mais diversos gêneros musicais sempre estiveram representados nos palcos e espaços culturais e, para reconhecer os artistas que ajudaram a construir a história dos 50 anos da Efapi, 22 músicos foram homenageados.

Tyto Livi, um dos agraciados da noite, relatou que há 40 anos, quando lançou seu CD “Memórias de um certo louco” (1977), pensava em um dia pisar no palco da Efapi. “Essa homenagem foi uma surpresa muito agradável e, além disso, proporcionou o reencontro de amigos”. Gilmar Guerreiro compôs a música “Chimarrão espumoso”, em 1986, que foi censurada. “Isso, de certa forma, interrompeu a carreira. Depois voltamos, mas não foi a mesma coisa. O reconhecimento dessa noite significa a coroação do nosso trabalho”. Eles, além da banda Mister Magoo, relembraram os velhos tempos e tocaram músicas para o público que acompanhou o evento.

A secretária de Cultura de Chapecó e integrante da Comissão de Eventos Artístico-Culturais, Roselaine Vinhas, salientou que a homenagem é um mérito dos músicos. “Eles contribuíram de maneira fundamental para conseguirmos reunir todos os artistas. Pensamos em oportunizar um momento em que se sentissem acolhidos e, principalmente para aqueles que têm uma trajetória mais longa na música chapecoense, foi um momento muito especial”.

ARTISTAS HOMENAGEADOS FORAM:

Roque Hartmann – Romeu Roque Hartmann, músico pioneiro da cidade, representante de inúmeras gerações musicais desde os anos de 1950;

Sandrinho - Arlindo Sander, fundador do conjunto The Jets na década de 1960;

The Jets - Pioneiro conjunto musical chapecoense da jovem guarda que se apresentou na primeira EFAPI em 1967. Os integrantes são Zeca Bohner (José Francisco Muller Bohner), guitarrista, Rogerio Wink, baixista, e Lu Salvadoreti (Luiz Alberto Salvadoreti), baterista;

Paulo Bananeiro - Paulo Dorvalino Franzmann, guitarrista e vocalista fundador da banda Os Bananas e precursor do rock ‘n’ roll em Chapecó;

Tyto Livi - Ortenilo Azzolini, músico e compositor, gravou um dos primeiros discos autorais da cidade, em 1977;

Billy Ficagna - Carlos Alberto Ficagna, músico e compositor, com o grupo Nozes gravou, em 1978, um dos mais importantes discos chapecoenses;

Éto - Edson Mignoni, músico e referência como expert em operação de sonorização musical em todo o Sul do Brasil;

Ricardo Angelo Bays - fundador da banda Paranóia em 1979, o grupo com maior tempo de atividade ininterrupta de Chapecó;

Gilmar Guerreiro - Emilio Gilmar Guerreiro, ícone da música autoral de nossa cidade nos anos de 1980;

George Rock – Jiorge Ricardo Moura, músico referência em Chapecó, também representando Nezito da Luz Moura (in memorian);

Gustavo De Nadal, instrumentista de atuação marcante na música autoral de nossa cidade na década de 1990;

Zubaid Manah, renomado baterista chapecoense que, há mais de 20 anos, é referência musical em toda região;

Michel Marcon, músico chapecoense fundador da Yellow House, representando a icônica banda Repolho;

Gere Blues - Geremias A. Fuhr, guitarrista pioneiro do blues, também representando a banda Encruzilhada;

Leo Polli – Leondir Polli, fundador da banda Conexão Brazil e representante dos músicos profissionais de Chapecó;

Velho Boita - Darci Sebastião Boita, representando a música gauchesca, nativista e tradicionalista;

Antonio Luiz Da Silva, fundador do grupo Doce Vício e representante do samba e pagode chapecoenses;

DJ William – Williams Tagliacomelli, DJ e produtor musical, representante da música eletrônica e discotecagem de Chapecó;

Marlon Luiz - Marlon Luis Simon, músico e compositor chapecoense, referência na música sertaneja em todo o País;

Marcos Janowitz, guitarrista aclamado internacionalmente na música gospel e instrumental;

Orides Gosch, músico chapecoense atuante desde a década de 1980;

Mister Magoo Band, banda chapecoense reconhecida por representar a cidade há quase 20 anos. Os integrantes são: Zebu, Alemão, Pulitta Jr. e Paulo Franzmann.

Compartilhar:

2017 Todos os direitos reservados